Palavra Conecta // 09 de Fevereiro 2019

Rompendo as Barreiras do Isolamento

 

A palavra solidão segundo o dicionário webster 1828 é: a qualidade ou o estado de estar sozinho ou distante da sociedade. Segundo a psicóloga Lia Clerot  “solidão é o estado em que a pessoa não se sente parte de um todo. É o isolamento não apenas físico, mas emocional. Não nos identificamos com o mundo que está a nossa volta”.

Uma pessoa que se sente sozinha geralmente está mais angustiada, deprimida e hostil, e tem menos probabilidades de realizar atividades físicas. Como as pessoas solitárias tendem a ter mais relações negativas com os outros, o sentimento pode ser contagioso. Os testes biológicos realizados mostram que a solidão tem várias consequências físicas: elevam-se os níveis de cortisol – o hormônio do estresse –, a resistência à circulação de sangue aumenta e certos aspectos da imunidade diminuem. E os efeitos prejudiciais da solidão não terminam quando se apaga a luz: a solidão é uma doença que não descansa, que aumenta a frequência dos pequenos despertares durante o sono, e faz com que a pessoa acorde esgotada. O motivo é que, quando o cérebro entende o seu entorno social como algo hostil e pouco seguro, permanece constantemente em alerta. E as respostas do cérebro solitário podem funcionar para a sobrevivência imediata.  Quando nossos motores estão constantemente acelerados, deixamos nosso corpo exausto, reduzimos nossa proteção contra os vírus e inflamações e aumentamos o risco e a gravidade de infecções virais e de muitas outras doenças crônicas.

Por isso, vem recebendo cada vez mais atenção nos dias de hoje a tal ponto de o Reino Unido criar um Ministério da Solidão, encarregado de atuar com outros órgãos do governo para enfrentar o problema. Estudos afirmam que um em cada quatro pessoas sofre de solidão.

O sentimento de solidão é igual a uma criança que se perde do seu pai no supermercado. No momento em que a criança se dá conta que está sozinha, vem sobre ela um sentimento de medo e insegurança. E este sentimento só é restaurado quando se encontra o pai.

A imensa maioria dos jovens e adolescente tem ou já tiveram problemas com solidão. E para tentar de alguma maneira suprir esta carência emocional, já tentaram de tudo. Uns tentaram suprir na amizade, pois acharam que tendo amigos, a solidão iria embora. Outros tentaram com o casamento, mas perceberam que o casamento também não supriu esta carência da solidão. Outros tentaram na igreja, mas a igreja também não supriu esta carência. Há ainda outros que vão para as drogas e o fim é trágico.

Se você dorme com a TV ligada como  desculpa que está acostumado, você é uma pessoa solitária. Se você olha debaixo da cama antes de dormir para ver se tem alguém ali ou imagina fantasmas quando está sozinho, você é uma pessoa sozinha.

 

Deus não criou você para ficar sozinho(a) / isolado(a)

 

Quando Deus criou o Homem, ele criou o homem perfeito (Gn 2). Ele não tinha necessidade de nada, pois Deus o seu pai provia a ele tudo o que ele precisasse seja emocional, físico e espiritual. Deus criou a mulher, não porque o homem estava depressivo, mas criou a mulher com a intenção de multiplicar a imagem e semelhança de Deus na terra. A intenção de Deus sempre foi revelar o amor dEle através das famílias e começou o projeto com Adão e Eva. O problema foi que o ser humano decidiu se afastar de Deus, optando assim por viver e fazer suas escolhas sem consultar seu Pai e criador. As consequências desta decisão foram trágicas para a humanidade, pois à partir desta decisão de Adão e Eva, todo o ser humano nasce afastado de Deus. Assim, todo o ser humano nasce com o sentimento de solidão, pois nasce afastado do seu criador, do seu Pai celestial.

 

Tenho uma boa notícia para você

A boa notícia é que na solidão, no isolamento, Deus vem. Foi assim em toda a história. Deus é tão amoroso e maravilhoso que mesmo o ser humano optando por viver separadamente de Deus, Ele usa a mesma solidão para se manifestar.

Abraão (Gn. 12:13); Jacó (Gn. 32: 24-28); Moisés (Ex. 3:1-7) todos estes homens de Deus, tiveram um encontro com o criador quando estavam sozinhos. Davi fez a maioria dos seus salmos quando estava sozinho pastoreando as ovelhas do seu pai. Deus é capaz de transformar a solidão/isolamento em restauração e prazer. Vamos ver isso também no novo testamento.

“Tendo despedido a multidão, subiu sozinho a um monte para orar. Ao anoitecer, ele estava ali sozinho, mas o barco já estava a considerável distância da terra, fustigado pelas ondas, porque o vento soprava contra ele. Alta madrugada, Jesus dirigiu-se a eles, andando sobre o mar. Quando o viram andando sobre o mar, ficaram aterrorizados e disseram: “É um fantasma!” E gritaram de medo” (Mateus 14:23-26).

Mateus relata um episódio onde os discípulos estavam no barco sozinhos e Jesus veio de madrugada andando sobre as águas em direção a eles. Mateus diz que ficaram aterrorizados e gritaram de medo pois achavam que era um fantasma. Só quem tem medo de ficar sozinho imagina fantasma.

Seis dias depois, Jesus tomou consigo Pedro, Tiago e João e os levou a um alto monte, onde ficaram a sós. Ali ele foi transfigurado diante deles.Suas roupas se tornaram brancas, de um branco resplandecente, como nenhum lavandeiro no mundo seria capaz de branqueá-las. E apareceram diante deles Elias e Moisés, os quais conversavam com Jesus. Então Pedro disse a Jesus: “Mestre, é bom estarmos aqui. Façamos três tendas: uma para ti, uma para Moisés e uma para Elias”. (Marcos 9:2-5)

Em outra ocasião, Jesus levou Pedro, Tiago e João para o monte (lugar isolado). Lá Jesus foi transfigurado e sua glória foi revelada. Apareceram também Moisés e Elias. Embora eles ficassem apavorados, não quiseram ir embora, pelo contrário, Pedro exclamou: “Mestre, é bom estarmos aqui. Façamos três tendas: uma para ti, uma para Moisés e uma para Elias” (Marcos 9:5). Quando se tem a revelação da glória de Deus, a última coisa que se quer fazer é ir embora, pois não há lugar melhor da face da terra do que estar diante de Deus. Por isso, o ponta pé na bunda que você recebeu de sua namorada e deixou você se sentindo isolado, é Deus te levando para lugares solitários afim de se manifestar a você.

 

A verdadeira espiritualidade se manifesta sozinho

Em tempos onde cada vez mais a aparência é o que importa, a verdadeira espiritualidade está no secreto, quando você está sozinho. É nesta hora que você deve romper com a barreira do isolamento, pois amizade alguma, nem emprego, muito menos viagens (embora tudo isso seja bom), podem encher o vazio da solidão que está em todo o ser humano que não tem Deus. Jesus nos ensinou como nós devemos buscar Ele.

“E quando vocês orarem, não sejam como os hipócritas. Eles gostam de ficar orando em pé nas sinagogas e nas esquinas, a fim de serem vistos pelos outros. Eu lhes asseguro que eles já receberam sua plena recompensa. Mas quando você orar, vá para seu quarto, feche a porta e ore a seu Pai, que está no secreto. Então seu Pai, que vê no secreto, o recompensará. E quando orarem, não fiquem sempre repetindo a mesma coisa, como fazem os pagãos. Eles pensam que por muito falarem serão ouvidos. Não sejam iguais a eles, porque o seu Pai sabe do que vocês precisam, antes mesmo de o pedirem” (Mateus 6:5-8).

Jesus afirmou que quando fossemos falar com Ele, deveríamos ir para nosso quarto (lugar isolado/sozinho) e lá sozinho, ele nos daria aquilo que precisamos.

A pergunta é: o que precisamos? O que um filho mais precisa do seu pai? Seus presentes ou sua presença? Com certeza o que um filho mais precisa é a presença do Pai. Davi no Salmo 139 faz declarações maravilhosas sobre este relacionamento com Deus.

“Senhor, tu me sondas e me conheces. Sabes quando me sento e quando me levanto; de longe percebes os meus pensamentos. Sabes muito bem quando trabalho e quando descanso; todos os meus caminhos te são bem conhecidos. Antes mesmo que a palavra me chegue à língua, tu já a conheces inteiramente, Senhor. Tu me cercas, por trás e pela frente, e pões a tua mão sobre mim. Tal conhecimento é maravilhoso demais e está além do meu alcance, é tão elevado que não o posso atingir. Para onde poderia eu escapar do teu Espírito? Para onde poderia fugir da tua presença? Se eu subir aos céus, lá estás; se eu fizer a minha cama na sepultura, também lá estás. Se eu subir com as asas da alvorada e morar na extremidade do mar, mesmo ali a tua mão direita me guiará e me susterá” (Salmos 139:1-10).

Jesus prometeu que nunca nos abandonaria. “…e eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos” (Mateus 28:20).

Você quer notícia mais maravilhosa do que essa? O que é mais maravilhoso do que saber que Jesus nunca nos abandonará? Por isso, rompa do isolamento correndo para Jesus. Vá para o lugar secreto e encontre ele lá. Eu te garanto, sua vida nunca mais será a mesma!