Palavra Conecta // 15 de setembro

Cuidado com as tentações

(Lucas 4: 1-12)

 

Tentação no grego é teste: com o propósito de apurar sua quantidade, ou o que ele pensa, ou como ele se comportará no bom sentindo. No sentido mau, testar alguém maliciosamente; por a prova seus sentimentos ou julgamentos com astúcia. Tentar ou testar a fé de alguém, virtude, caráter, pela incitação ao pecado.

Tentação faz parte de todo o cristão. Inclusive quando Jesus ensinou seus discípulos a orarem, ele instrui-os a pedir a Deus para não deixar que eles caiam em tentação (Mateus 6:13). Não há dúvidas que a principal arma que satanás usa para travar os cristãos, é a tentação. Muitos cristãos não conseguem exercer uma vida de completa dedicação a Deus, pois as tentações têm os afastados do centro da vontade de Deus. O nosso modelo Jesus, após ser batizado aos trinta anos, foi conduzido ao deserto para ali ser tentado por quarenta dias. Fica claro que Jesus foi tentado durante quarenta dias, mas o evangelho de Lucas relata três principais situações onde Jesus foi tentado. Estas três situações acontecem com todos nós. Por isso, precisamos aprender com Jesus para não cair nas tentações da vida e fazer com excelência o que Jesus pediu para fazermos nesta vida.

 

  • O diabo lhe disse: “Se você é o Filho de Deus, mande a esta pedra que se transforme em pão”. (Lucas 4:3)

 

Jesus está quarenta dias sem comer e beber nada. Lucas relata no versículo dois que ele teve fome pois era perfeito homem. A primeira tentação foi atacar Jesus na sua identidade. “Se você é o filho de Deus”. Lucas relata no capítulo três que após ser batizado, uma voz veio do céu. Então veio do céu uma voz: “Tu és o meu Filho amado; em ti me agrado”. (Lucas 3:22) Satanás sabia que Jesus era o Filho do Deus, mas a principal arma de satanás é levantar questionamentos sobre a autenticidade, a veracidade e a confiabilidade da palavra de Deus. Esse é o ponto central do ataque. As últimas palavras de Deus antes de Jesus ir ao deserto, era que Ele era o filho de Deus em quem ele tinha muito prazer. Mas o ataque de satanás era para ver a confiança de Jesus em Deus o Pai. Em outras palavras, Satanás estava dizendo: “se você é o filho de Deus, por que está passando fome?” É impressionante como nós somos tentados nas mesmas coisas. A bíblia afirma que somos em Cristo, filhos de Deus. Contudo, aos que o receberam, aos que creram em seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus. (João 1:12) Em Cristo Jesus, nós somos filhos de Deus. O problema é que como filhos de Deus, as pessoas pensam que não vamos passar por dificuldades. E por isso, ouvimos este tipo de questionamento. “Se você é filho de Deus, porque você está desempregado? Se você é filho de Deus, porque seu filho está nas drogas? Se você é filha de Deus, porque você ainda não casou? Se você é filho de Deus, por que seu pai está com câncer?” São tantos questionamentos que rebemos com um único propósito. Nos fazer desaminar e desacreditar na palavra de Deus. A resposta de Jesus foi clara. Jesus respondeu: “Está escrito: ‘Nem só de pão viverá o homem’ “. (Lucas 4:4) Jesus citou Deuteronômio 8:3 “…não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca do Senhor”. Jesus usou este texto para mostrar que o que nos mantém vivos, não é comida (pão), mas a palavra de Deus. O alimento do povo de Israel no deserto foi decretado pela palavra de Deus. Eles tiveram maná porque veio por ordem de Deus; portanto, em última análise, não era o pão que os mantinham vivos, mas a palavra de Deus.

 

  • O diabo o levou a um lugar alto e mostrou-lhe num relance todos os reinos do mundo. E lhe disse: “Eu lhe darei toda a autoridade sobre eles e todo o seu esplendor, porque me foram dados e posso dá-los a quem eu quiser. Então, se você me adorar, tudo será seu”. (Lucas 4:5-7)

 

Satanás é o príncipe deste mundo. “Chegou a hora de ser julgado este mundo; agora será expulso o príncipe deste mundo” (João 12:31).Já não lhes falarei muito, pois o príncipe deste mundo está vindo. Ele não tem nenhum direito sobre mim” (João 14:30).…e do juízo, porque o príncipe deste mundo já está condenado” (João 16:11). Ele também é conhecido como deus desta era. “O deus desta era cegou o entendimento dos descrentes, para que não vejam a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus” (2 Coríntios 4:4). O mundo inteiro está sob o seu poder. “Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não está no pecado; aquele que nasceu de Deus o protege, e o Maligno não o atinge. Sabemos que somos de Deus e que o mundo todo está sob o poder do Maligno” (1 João 5:18,19).

Já que satanás tem o domínio deste mundo, a segunda tentação está ligada às facilidades desta vida. Jesus sabia que iria sofrer na cruz. Sabia que tipo de morte teria e todo o seu sofrimento. O que satanás estava dizendo aqui é: “Jesus, não precisas sofrer para ser exaltado, eu te dou tudo de mão beijada”. Acredito que a tentação mais difícil a se ser enfrentada é esta. Não estou aqui dizendo que todas as facilidades são do diabo. O problema é que queremos crescer sem fazer esforço algum. Queremos emagrecer, mas não queremos fazer atividade física e fazer reeducação alimentar. Queremos passar de ano, mas não queremos estudar. Queremos promoção no trabalho, mas não nos esforçamos para que isso aconteça. Queremos ser cristãos, mas não queremos orar e ler a bíblia. Isto não funciona; aí nos dobramos ao deus deste século que oferece uma vida de facilidade sem cruz. Não existe vida cristã sem cruz. “Então Jesus disse aos seus discípulos: “Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida, a perderá, mas quem perder a vida por minha causa, a encontrará” (Mateus 16:24,25).

A resposta de Jesus foi: Jesus respondeu: “Está escrito: ‘Adore o Senhor, o seu Deus e só a ele preste culto’” (Lucas 4:8).  O significado da palavra culto é muito diferente da que estamos acostumados a escutar. Entendemos como culto, uma reunião que acontece normalmente aos finais de semana. A palavra culto significa serviço. Por isso, no Estados Unidos a palavra culto é service. Já no Perú, a palavra culto e traduzida por servicio. Culto é serviço. Todas as vezes que estamos servindo a Deus, seja ajudando alguém dando uma carona, seja visitando alguém enfermo no hospital, estamos prestando culto a Deus. E para servir, tem que se esforçar.

 

  • O diabo o levou a Jerusalém, colocou-o na parte mais alta do templo e lhe disse: “Se você é o Filho de Deus, jogue-se daqui para baixo. Pois está escrito: ‘Ele dará ordens a seus anjos a seu respeito, para lhe guardarem; com as mãos eles os segurarão, para que você não tropece em alguma pedra’”. (Lucas 4:9-11)

 

A terceira tentação de Jesus, satanás questiona se a palavra de Deus é verdadeira usando a própria palavra de Deus. O que precisamos entender é que nós não temos somente que crer na autoridade da Bíblia. Mas também devemos entender a hermenêutica (É uma palavra com origem grega e significa a arte ou técnica de interpretar e explicar um texto ou discurso. O seu sentido original estava relacionado com a Bíblia, sendo que neste caso consistia na compreensão das Escrituras, para compreender o sentido das palavras de Deus. Hermenêutica também está presente na filosofia e na área jurídica, cada uma com seu significado) apropriada e as regras de interpretação da Bíblia. E a regra básica é a Bíblia interpreta a própria bíblia, e você nunca pode colocar uma porção da Bíblia contra outra porção. O texto que satanás usou é de Salmos 91: 11-12 que diz: “Porque a seus anjos ele dará ordens a seu respeito, para que o protejam em todos os seus caminhos; com as mãos eles o segurarão, para que você não tropece em alguma pedra”. Sabemos que o sentido deste texto não está falando de provar a Deus, mas de confiar em Deus. O que Jesus estava dizendo para Satanás era: Eu confio em Deus sem pular. Eu não preciso colocar a prova a Deus. Por isso, sua resposta foi: Jesus respondeu: “Dito está: ‘Não ponha à prova o Senhor, o seu Deus’”. (Lucas 4:12). Jesus usou Deuteronômio 6:16 “Não ponham à prova o Senhor, o seu Deus, como fizeram em Massá”.

Depois disso, satanás foi embora e os anjos serviram a Jesus. (Mateus 4:11)

Depois das tentações, Jesus começou seu ministério público. Antes do ministério público, todos nós seremos tentados no particular. E assim como Jesus venceu as tentações, nós também podemos, pois agora Ele habita através do seu Espírito dentro de nós.

“…Se Deus é por nós, quem será contra nós?”  (Romanos 8:31)