Palavra Conecta // 28 de abril

Igreja, lugar de relacionamento

 

 

Infelizmente quando falamos a palavra igreja, o que ouvimos das pessoas é: lugar de gente hipócrita, lugar onde roubam as pessoas, lugar onde manipulam as pessoas, lugar de pessoas alienadas. É muito triste perceber em 2018 como a igreja instituição se afastou da proposta original de Deus. Só que o fato da igreja instituição estar desacreditada na sociedade, não muda em nada o que diz a palavra de Deus. Deus quando criou o ser humano, se relacionava com ele. Deus vinha na viração do dia para falar com a criação. Após o pecado de Adão e Eva, Deus continuou falando com o ser humano. No antigo testamento ele falava através de profetas e juízes. No novo testamento Deus veio se relacionar com o ser humano através de Jesus. Jesus veio e se relacionou com seus discípulos durante mais ou menos três anos. Após cumprir o plano de salvação, ele voltou ao Pai e deixou o Espírito Santo. O Espírito Santo habitaria nos corações das pessoas que fariam parte da igreja de Jesus. A igreja foi criada por Deus com o propósito de ser a representação de Deus na terra. A igreja primitiva cumpriu a ordem de Jesus. A igreja primitiva fez um alvoroço no mundo (Atos 17:6).

 

Entendendo o contexto da igreja primitiva

 

Para podermos aplicar os princípios da palavra, precisamos entender o contexto em que viviam os primeiros cristãos. Nas cartas de Paulo, a palavra uns aos outros aparece pelo menos 40 vezes. Sabemos que se a palavra uns aos outros repete tantas vezes, quer dizer que ela é extremamente importante. Só que no contexto da igreja primitiva era possível viver uns aos outros, visto que eles se reuniam no templo e de casa em casa. “Todos os dias, no templo e de casa em casa, não deixavam de ensinar e proclamar que Jesus é o Cristo.” (Atos 5:42).

Sabemos que não é possível viver o uns aos outros no templo, principalmente quando a igreja tem um número superior a 200 pessoas. A igreja primitiva crescia muito. Na primeira pregação de Pedro, três mil pessoas de batizaram (Atos 2:41). Então, como uma igreja que num dia se batizaram três mil pessoas conseguia viver o uns aos outros? Simples, eles vivam igreja nas casas. “Saúdem também a igreja que se reúne na casa deles. Saúdem meu amado irmão Epêneto, que foi o primeiro convertido a Cristo na província da Ásia.” (Romanos 16:5).

 

“Saúdem os irmãos de Laodicéia, bem como Ninfa e a igreja que se reúne em sua casa.”

(Colossenses 4:15).

Fica claro lendo as escrituras, que a igreja nas casas era uma ferramenta poderosa nas mãos de Deus para que a Igreja cumprisse seu papel na terra.

O problema é que nos nossos dias há muita estratégia que usam modelos de grupos pequenos, mas não entendem o que é este grupo pequeno. Nós como comunidade usamos o nome de célula, outros chamam de PG, outros de grupo de crescimento. O nome não é determinante se aquilo que acontece nele é o que as escrituras orientam. Infelizmente temos os nomes parecidos, mas os mesmos problemas, não fazemos o que as escrituras orientam para fazermos.

 

O que não é uma célula bíblica?

 

Grupo de oração: Embora a oração seja importante, a célula bíblica não é um grupo de oração, pois a intenção das pessoas quando se tem só um grupo de oração é: o que este grupo pode fazer por mim?

Grupo de estudo bíblico: Estudar as escrituras é importante, mas pessoas que fazem grupo de estudo bíblico, vivem comunhão superficial e não compartilham suas necessidades.

Grupo de discipulado: discipulado acontece no dia a dia e não numa classe. Grupos de discipulado tendem a ser exclusivistas.

Grupo de cura interior: Apesar de produzirem alguns resultados, os membros do grupo ficam lambendo as feridas uns dos outros. No fim, o grupo se torna um lugar de fofoca.

Ponto de pregação: A deficiência básica é que não compartilham a realidade da vida de corpo. As pessoas vêm e vão e o grupo é só ajuntamento. Reproduzem o ambiente do grupo grande num ambiente pequeno só isso.

 

Somo o corpo de Cristo

 

A célula é a igreja. Não é uma estratégia da igreja local, ela é também uma pequena parte da igreja. E a igreja são as pessoas. Todos que fazem parte da igreja são parte do corpo de Cristo.

“Ora, vocês são o corpo de Cristo, e cada um de vocês, individualmente, é membro desse corpo.” (1 Coríntios 12:27).

Todos somos partes do corpo de Cristo e Jesus é o cabeça deste corpo.

Ele é a cabeça do corpo, que é a igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a supremacia (Colossenses 1:18). Jesus como cabeça do corpo tem total controle sobre o corpo. O problema é que muitos são parte do corpo de Cristo, mas não estão ligados à cabeça que é Cristo. Um corpo sem cabeça é horrível e não serve para nada. Talvez essa seja a definição de igreja nos nossos dias. Um corpo sem cabeça que não serve para nada.

 

O que é uma célula bíblica?

 

Agora que entendemos que somos o corpo de Cristo e que devemos estar ligados ao cabeça que é Jesus, vamos entender como deve ser uma célula bíblica.

“Portanto, que diremos, irmãos? Quando vocês se reúnem, cada um de vocês tem um salmo, ou uma palavra de instrução, uma revelação, uma palavra em língua ou uma interpretação. Tudo seja feito para a edificação da igreja.

Se, porém, alguém falar em língua, devem falar dois, no máximo três, e alguém deve interpretar. Se não houver intérprete, fique calado na igreja, falando consigo mesmo e com Deus.” (1 Coríntios 14:26-28).

Paulo orienta como deve ser a reunião da igreja. Perceba que ele afirma que quando se reunirem, cada um de vocês (vs 26). Como vamos aplicar esta palavra com 50 pessoas? ou com 500? Não há como aplicar ela no contexto de grupo grande, só no contexto de grupo pequeno. Perceba que cada um deve fazer alguma coisa. Ou seja, todos devem ir para reunir-se na célula com o desejo de dar a Deus. Só que cada pessoa só conseguirá falar alguma coisa de Deus se ela estiver conectada ao cabeça que é Jesus. Se não estiver conectado a Jesus, com certeza, vai falar besteira.

Cada um tem um Salmo: A palavra salmos quer dizer toque, produzir som, de uma canção piedosa, um salmo. Quando a igreja se reúne um deve conduzir uma canção. Este deve ser instrumento de Deus para começar a reunião engrandecendo o nome do Senhor.

Ou uma palavra de instrução: no grego didache, que quer dizer aquilo que é ensinado a respeito de algo. Doutrina.

Uma revelação: No grego apokalupsis, quer dizer o ato de tornar descoberto ou exposto.

Se, porém, alguém falar em língua, devem falar dois, no máximo três, e alguém deve interpretar. Se não houver intérprete, fique calado na igreja, falando consigo mesmo e com Deus: Paulo orienta até como devemos falar em línguas estranhas em público. Ele orienta que deve se falar em línguas somente se houver alguém para interpretá-la. Se não tiver, dever ficar calado.

Tudo seja feito para a edificação da igreja. Tudo que acontecer na reunião da célula deve ser para a edificação. Palavra que em grego é oikodome cujo significado é: ato de alguém que promove o crescimento de outro em sabedoria cristã, piedade, felicidade, santidade.

A célula bíblica promove piedade (compaixão), felicidade e santidade.

Vocês tem sido instrumento de Deus para promover estas coisas?