Palavra Culto Domingo // 11 de novembro

FAÇA A COISA CERTA!

 

Existem alguns princípios financeiros que são as bases para uma vida abençoada. São as chaves para vivermos a plenitude da vida financeira de Deus. Muitas pessoas acham que o simples ato de ofertar vai abrir as portas da prosperidade financeira. É verdade que encontramos muitas promessas na Bíblia aos que são generosos e ofertantes, porém, existem princípios que não podem ser ignorados, a fim de que essas promessas se cumpram e a ação do Espírito entre em operação.

  1. Saia das dívidas. Se as suas despesas estão apertadas na proporção da sua renda, livre-se de alguma coisa. Se a prestação do carro ou algum outro bem é tão alta a ponto de gerar outras dívidas, venda esse bem e pague suas dívidas. Isso quer dizer que você não deve comprar mais nada que não seja uma necessidade real antes de pagá-las. Não saia para comer, não vá ao cinema, não continue gastando livremente em diversões e férias, usando o cartão de crédito, não compre roupas novas…, nada, independentemente de quanto tempo isso leve! Se você quer viver o estilo de vida de uma pessoa que dá, terá que fazer ajustes que lhe permitam ter alguma coisa para dar.
  2. Não desperdice dinheiro (João 6:12). Compre o necessário. Antes de fazer alguma compra expressiva, pergunte a Deus, ore a respeito e espere até o dia seguinte antes de se comprometer. Você sabia que 80% das nossas compras são feitas por impulso? Um vendedor treinado para pressioná-lo a comprar imediatamente não tem resposta quando você diz que não faz nenhuma compra sem orar a respeito dela durante a noite! Antes de comprar qualquer coisa pergunte a você mesmo: Preciso realmente disto? Este é o melhor preço? O uso que farei justifica a compra?
  3. Trabalhe. Mateus 6:25 não é uma apologia à preguiça, mas é um estímulo à confiança em Deus para não vivermos ansiosos! Os recursos não caem do céu! Deus abençoa os que usam suas energias e habilidades para produzir riqueza. A mentalidade paternalista, igualitarista, socialista, não tem base bíblica. Toda conquista é meritória, ou seja, cada um colhe o que planta. É um princípio divino (Provérbios 10:4-5; Efésios 4:28, II Tessalonicenses 3:10).
  4. Nunca manipule as pessoas. O manipulador pensa: “Que bom que existem pessoas com o dom de ofertar e contribuir, porque elas terão a quem ofertar: eu!”. Ele usa de artifícios a fim de fazer com que as pessoas dêem. Manipulação é uma forma de feitiçaria; é depender de sua capacidade de falar e persuadir em lugar de depender da capacidade de Deus falar e persuadir. Deus é capaz de atender a todas as nossas necessidades, mas Ele não o fará se estivermos dependendo de manipulação.
  5. Economize (Provérbios 21:20). Gastar todo o salário é uma forma de insensatez. Como podemos repartir se não temos algo a repartir? Não depende de quanto se ganha, mas de como se administra o que se ganha. Estabeleça uma porcentagem do seu salário para poupar. Assim você terá uma reserva quando precisar para alguma emergência e não precisará tomar dinheiro emprestado; e ainda terá como ajudar outras pessoas.
  6. Planeje (Provérbios 21:5). Faça um orçamento mensal de tudo o que você precisa para viver. Não compre nada que não seja em comum acordo com seu cônjuge. Procure ficar dentro do orçamento estabelecido. Você precisa se adaptar ao salário que ganha e não tentar esticá-lo, pois isso é impossível. Matemática é uma ciência exata!
  7. Aprenda a viver com o que você ganha (Hebreus 13:5; Filipenses 4:11-13). O descontentamento (contrário da gratidão) em relação aos rendimentos produz atitudes descontroladas, insensatas e até desonestas. Aquele que tenta ser o que não é, viver um padrão que não é o seu, é desonesto. Portanto, fuja dos negócios desonestos, da sonegação de impostos e dos “rolos” (Provérbios 17:23, 20:17, 20:23).
  8. Pague as contas pontualmente (Mateus 5:37). Muitos esperam ver a bênção de Deus em suas vidas, mas não pagam as suas contas em dia, e dão mal testemunho. Quando alguém compra algo, ele se compromete em pagar, portanto não pagar é mentir. Quando o “sim” vira “não” e o “não” vira “sim”, vem a maldição, e não a bênção!
  9. Não tome dinheiro emprestado (Provérbios 22:7; Romanos 13:8). Especialmente com irmãos! Muitos conflitos de relacionamento surgem por questões financeiras. Confie que Deus dará uma saída. Tomar emprestado, em muitos casos, é a saída humana, é confiar em si mesmo e nos recursos do mundo, em vez de confiar em Deus.
  10. Dê! (Provérbios 11:24-25). Dê generosamente, não apenas o dízimo, mas comece a ofertar muito acima do dízimo. O generoso prosperará, porém, se ele for negligente nos demais aspectos de suas finanças descritos acima, esse princípio não vai funcionar. Deus confia os Seus recursos aos que são bons mordomos!

Quando Deus lhe mandar dar algo, faça-o imediatamente. Se você esperar, Satanás tem tempo de aparecer com toda espécie de motivos para você não fazer o que Deus lhe disse para fazer. Quanto mais tempo você esperar, mais tempo haverá para que sua mente e suas emoções coloquem uma nuvem sobre a mensagem. Por isso confie e obedeça instantaneamente!