Palavra Culto Domingo // 23 de Dezembro

PEQUENO PARA SE TORNAR GRANDE
(Isaías 9:6)

Por que Deus Se fez um menino? Não poderia Ele ter Se materializado numa pessoa adulta? Não poderia ter quebrado a regra? Afinal era Deus, Criador, Dono do Universo!
Nada nasce grande! Aquilo que se fabrica pode ser feito do tamanho que quisermos, mas tudo que nasce começa pequeno. Da parte de Deus tudo tem um pequeno começo. Portanto, o que começa grande foi fabricado, mas, o que começa pequeno, nasceu.
Assim é o Reino de Deus. Jesus disse que é como um grão de mostarda, que, embora a menor dentre todas a sementes, quando cresce torna-se a maior das hortaliças (Mateus 13:31-32). Deus não quebra Seus princípios, por isso Jesus Se fez um bebê, à semelhança de qualquer um de nós. Todos os seres humanos um dia dependeram cem por cento de alguém para sobreviver. E Deus assim estabeleceu para que ninguém jamais pense poder obter algum mérito pessoal em qualquer conquista na vida. Ainda assim, somos inclinados à autossuficiência, a não depender de Deus, nem de ninguém, porque o orgulho está em nossa natureza!
Jesus nos ensina dois requisitos para obtermos êxito na vida:

Humildade
Jesus disse: “… A não ser que vocês se convertam e se tornem como crianças, jamais entrarão no Reino dos céus” (Mateus 18:1-4). A postura humilde, rendida, quebrantada é a chave para todo o êxito na vida. O sucesso pode ser conquistado com arrogância, mas o êxito só pela humildade. Salvação, cura, libertação, transformação, só por esse meio. Muitas pessoas, por exemplo, insistem em pensar que serão curadas na alma por meio de uma oração forte, ou por participarem de um retiro espiritual. Outras pensam que encontrarão solução para os conflitos de relacionamento por meio de um bom aconselhamento… Porém, nada disso terá o menor efeito num coração altivo, soberbo, arrogante! É preciso se “converter”, tornando-se criança.
Paulo diz que devemos ter a mesma atitude de Jesus (Filipenses 2:3-11). Foi por causa da humildade que Deus O exaltou (v.9). O princípio é esse sempre (Mateus 13:12; Tiago 4:6). Quando Maria foi visitada pelo anjo Gabriel, ele disse a respeito de Jesus: “Ele será grande e será chamado Filho do Altíssimo… e ele reinará para sempre…” (Lucas 1:32-33). Por que seria grande? Porque foi pequeno.
Uma criança tem inocência, coração vazio para ser ensinado. Criança é ensinável, não tem malícia, não suspeita mal. Paulo instruiu a igreja de Corinto a ser criança quanto ao mal (I Coríntios 14:20). Quando pessoas entram para o ambiente da Igreja de Cristo, mas não se convertem, seus valores não são mudados. Por que tantas pessoas ouvem pregações após pregações, participam de retiros, cursos, ministérios, discipulado, mas não mudam o caráter? Porque não são ensináveis, e não são ensináveis porque não se converteram fazendo-se como uma criança.

Paciência
Tudo tem o seu tempo. Jesus conta a Parábola da Semente para ilustrar o Reino de Deus (Marcos 4:26-29). O mundo moderno fabrica tudo muito rápido. Por isso, esta geração perdeu a paciência para esperar; quer tudo instantaneamente. O que é fabricado vem pronto, o que nasce precisa ser cultivado e cuidado para poder crescer. E isso leva tempo. Nenhuma interferência humana pode mudar o curso da natureza. Embora hoje existam técnicas para acelerar o crescimento de plantas e animais, tais técnicas sempre agridem a natureza, alteram o ciclo natural e trazem consequências.
Paciência é mais uma das características de Cristo. Ela implica em fé, e fé é confiança. Deus é paciente, longânimo; Ele espera que cresçamos, e não nos corta antes do tempo. O amor é paciente (I Coríntios 13:4). Deus nos fez para funcionar no ritmo da natureza, no ritmo dEle, esperar o tempo das coisas. Quantos se desesperam quando não vêem mudanças ocorrendo em suas vidas, e por isso desistem no meio do caminho! Não têm paciência consigo mesmos nem com o próximo. É preciso entender que não existe transformação instantânea. Tudo tem o seu tempo, e as suas fases de desenvolvimento.
Jesus só começou Seu ministério aos trinta anos. Dedicou três anos de Sua vida integralmente aos doze discípulos, mas na última hora todos se dispersaram. Ainda assim, não desistiu deles; sabia que estavam em formação. Depois de ressuscitar os procurou, perdoou, consolidou a fé, e os reintegrou ao projeto!
Jesus foi humilde e paciente, por isso Deus O exaltou. Humildade e paciência são as chaves do êxito. O Menino nasceu e Se tornou grande! Seja como o Menino, uma criança, e prossiga, não desista, seja paciente. Espere o tempo de Deus. Continue fazendo o que você sabe que deve fazer. Obedeça, curve-se à palavra e espere com paciência. O Reino de Deus virá em sua vida, sua casa e sua descendência. Amém!