Palavra Culto Domingo Indaial // 03 de Fevereiro 2019

 

Vivo para meu apetite???

 

Jesus sabia que o Pai havia colocado todas as coisas debaixo do seu poder, e que viera de Deus e estava voltando para Deus; assim, levantou-se da mesa, tirou sua capa e colocou uma toalha em volta da cintura. Depois disso, derramou água numa bacia e começou a lavar os pés dos seus discípulos, enxugando-os com a toalha que estava em sua cintura. Chegou-se a Simão Pedro, que lhe disse: “Senhor, vais lavar os meus pés? “Respondeu Jesus: “Você não compreende agora o que estou lhe fazendo; mais tarde, porém, entenderá”.Disse Pedro: “Não; nunca lavarás os meus pés”. Jesus respondeu: “Se eu não os lavar, você não terá parte comigo”. João 13:3-8

Em seus últimos momentos com seus discípulos, Jesus fez questão de evidenciar as coisas mais importantes sobre a natureza do homem, segundo o plano de Deus. Um dos ensinamentos que podemos tirar de João 13:3-8 é sobre serviço.
Infelizmente, influenciados por esse mundo, nós temos a tendência de querer ser servidos, e servir apenas quando aquilo que faremos nos trará algum lucro ou vantagem. É quando, por exemplo, servimos os nossos superiores no trabalho. Servimos porque somos obrigados a servir. Servimos porque se não o fizermos, perderemos nosso emprego e ficaremos sem o nosso salário. Mas, a cada passo que subimos na hierarquia (da empresa ou mesmo da igreja), servimos cada vez a menos pessoas.

Não foi isso que Jesus nos ensinou!

Paulo diz: Pois essas pessoas não estão servindo a Cristo, nosso Senhor, mas a seus próprios apetites. Mediante palavras suaves e bajulação, enganam os corações dos ingênuos. Romanos 16:18. Quando diz “ao seu apetite”, Paulo indica uma motivação diferente da que Jesus nos ensinou. Uma motivação egoísta, buscando os próprios interesses, e não altruísta, cheia do amor de Deus, “que não busca seus próprios interesses” (1 Coríntios 13:5).
Então faço o questionamento que cada um de nós deve ter: temos servido ao propósito de Jesus Cristo, ou a nosso próprio apetite?
A pirâmide de serviço no Reino de Jesus é diferente da pirâmide de serviço do mundo. No mundo, buscam chegar ao topo, pisando sobre as pessoas, para que possam chegar no alto e ser apenas servidos, e não servir a mais ninguém.
Entretanto, no Reino que, pela fé, já vivemos, devemos servir cada vez mais. Jesus falou: Não será assim entre vocês. Pelo contrário, quem quiser tornar-se importante entre vocês deverá ser servo, Mateus 20:26. A lógica é diferente: quanto mais acima estamos em uma posição, no trabalho ou na igreja, mais pessoas devemos servir. Servir é a nossa natureza. Não é algo que devemos nos forçar a fazer, mas simplesmente renovar a nossa mente, para que o que já temos depositado dentro de nós (Jesus) seja visível para a igreja e para o mundo. Servir de maneira altruísta é um ato de amor, o amor do tipo de Deus.
De que maneira temos servido? Servimos apenas aos chefes, líderes e pastores, ou servimos porque temos essa natureza? Quando crescemos, no trabalho ou na igreja, temos servido aqueles que estão “abaixo” de nós, ou servimos os de “cima” apenas para ganharmos uma vantagem, e assim servimos ao nosso próprio apetite?
Jesus foi bem claro com Pedro em seu ensinamento. Se Pedro não entendesse como funciona o serviço no Reino, ele não teria parte em seu ministério.
Pois bem, se eu, sendo Senhor e Mestre de vocês, lavei-lhes os pés, vocês também devem lavar os pés uns dos outros. Eu lhes dei o exemplo, para que vocês façam como lhes fiz. Digo-lhes verdadeiramente que nenhum escravo é maior do que o seu senhor, como também nenhum mensageiro é maior do que aquele que o enviou. Agora que vocês sabem estas coisas, felizes serão se as praticarem”. João 13:14-17
Devemos nos questionar constantemente sobre como estamos vivendo essa parte do serviço em nossas vidas. Devemos servir por amor a Cristo e as pessoas, e não por interesse. Devemos servir às ovelhas, aos membros, aos colegas de trabalho, aos nossos subordinados, aos nossos cônjuges, familiares, e mesmo àqueles que ainda queremos alcançar, dando assim bom testemunho de Jesus e mostrando a face do amor ao mundo. Nossa vida e nossos dons precisam servir a todos, e não somente aos que estão acima de nós. Servimos porque amamos. Essa é a nossa natureza.