Palavra e Roteiro de Célula // 04 de março

“VOLTE PARA CASA E CONTE…”

(Lucas 8:26-39)

 

Esta história é chocante! A transformação daquele homem, outrora endemoninhado, foi extraordinária. Todos ficaram sabendo o que acontecera com o famoso “louco”, pois a notícia se espalhou rapidamente. E, como as pessoas só acreditam vendo, foram ver o que havia acontecido (v.35).

Ficamos todos muito impressionados com esse relato bíblico, e então exclamamos: “Que coisa sobrenatural!”. Ainda que talvez não se possa comparar com a condição física e psicológica daquele homem, a nossa condição espiritual era a mesma. Era a loucura de viver sem Deus. Mas o que precisamos entender é que toda conversão (transformação espiritual) é sobrenatural. Aquela pessoa que julgamos não ser tão difícil para se converter precisa da mesma ação sobrenatural que aquela que julgamos difícil de se converter precisa! Como no caso daquele homem que vivia nu, morava nos sepulcros e ninguém conseguia prendê-lo, antes de experimentar a libertação do pecado por meio de Cristo todos caminham para o mesmo destino: a morte eterna!

 

Nada é impossível para Deus

A Bíblia nos deixa esse relato para crermos que nada é impossível para Deus, não há situação tão difícil que Ele não possa mudar, não existe alguém tão preso às trevas que Jesus não possa libertar.

O texto diz: “Quando Jesus pisou em terra, foi ao encontro dele um endemoninhado daquela cidade” (v.27). Imediatamente um confronto no mundo espiritual se estabeleceu, e Jesus fez com que aquelas forças recuassem! Há uma promessa de Deus para nós: “… Todo lugar onde puserem os pés eu darei a vocês…” (Josué 1:3). Precisamos entender a relevância da nossa presença no mundo espiritual. Jesus habita em nós, portanto, quando pisamos um território os dominadores daquele lugar precisam se retirar. A Bíblia diz: “… Aquele que está em vocês é maior do que aquele que está no mundo” (I João 4:4). Jesus disse que receberíamos poder (autoridade) ao descer sobre nós o Espírito Santo (Atos 1:8). O poder está em nós, mas precisamos crer!

 

O testemunho é o nosso marketing

O que causou espanto para o povo foi a atual condição do homem: “… Estava assentado aos pés de Jesus, vestido e em perfeito juízo, e ficaram com medo” (v.35). A NTLH diz: “E ficaram assustados porque ele estava sentado aos pés de Jesus, vestido e no seu perfeito juízo”. É sempre assim quando o milagre mais extraordinário acontece. O que chamou a atenção foi a condição daquele homem, e não o discurso. O maior marketing não está nos vídeos bem elaborados, nos recursos modernos de comunicação, na retórica, na mensagem teologicamente correta e bem elaborada… O maior marketing é uma vida liberta, curada, transformada. Assim como o homem famoso pela sua loucura ficou famoso pela sua sanidade, Jesus também reverte nossa fama, e isso traz temor ao coração das pessoas, fazendo-as ver que Deus existe e nada há impossível para Ele.

 

Conte o que Deus fez

Depois de liberto, o homem quis ir com Jesus, mas Ele lhe disse: “Volte para casa e conte o quanto Deus lhe fez” (v.39). A tendência de grande parte das pessoas recém-convertidas é se afastar dos familiares, parentes e amigos, e se enfurnar nas quatro paredes de uma “igreja”. Logo adquirem uma linguagem evangélica e não conseguem mais se comunicar com os não crentes. Por isso, vá logo, e conte o que Jesus fez, antes que você se amolde a uma estrutura religiosa que traga amnésia espiritual e lhe torne ingrato pelo que Deus fez!.

“… Conte o quanto Deus lhe fez” (v.39). Jesus não mandou ele pregar a Bíblia, pois nem Bíblia tinha, mas contar o que Deus havia feito. É absolutamente importante conhecer as Escrituras, mas o determinante no evangelismo é o nosso testemunho de vida que pode ser visto e confirmado por aqueles que convivem conosco. Temos uma missão: contar aos outros! Nossa cura e libertação tem um propósito, não apenas nosso bem-estar. O evangelismo de êxito acontece pelos relacionamentos. 80% das pessoas se convertem, não pela pregação na televisão ou por outro meio e comunicação, mas pelo testemunho pessoal de um amigo ou parente. “Volte para casa…” – É em casa que tudo começa! A genuína transformação de vida provoca espanto primeiramente em nossos familiares. Muitos, talvez movidos por pura empolgação, querem pregar o evangelho em outros lugares, cidades, nações…, mas não o fazem em sua própria casa, pois não dão bom testemunho.

O homem foi e anunciou na cidade inteira o quanto Jesus tinha feito por ele. Foi grande o que Deus fez por você? Vivíamos nos “sepulcros” da vida, e nosso destino era a morte eterna. Jesus apareceu e nos tirou da vergonha e da insanidade espiritual. Agora Ele diz: “Volte para casa e conte o quanto Deus lhe fez”. Amém!

ROTEIRO DE CÉLULA