Palavra e Roteiro de célula // 10 de junho

A missão e a igreja.

(Atos 1:6-8)

 

Veremos duas palavras-chave que Jesus disse aos discípulos, no diálogo ao qual o texto se refere:

  1. Dunamis, (Dynamis-Grego): Significa força, poder, virtude, habilidade. É também raiz da palavra “dinâmico”, que significaria uma nova dimensão de poder e graça para testemunhar a cerca do Reino e de seu Rei Jesus.
  2. Testemunhas, (Martus-Grego): Representa uma pessoa que se recusa a renunciar sua fé e que conta a verdade sobre Jesus; pessoa que dá a vida pela sua fé. E foi exatamente o que aconteceu com alguns destes discípulos que estavam com Ele.

 

Como a igreja se comporta hoje

         

Hoje existem várias agências missionárias (Miaf, Jocum, Portas Abertas, Rtm, Missões Kairós, JMM, JMN, etc.), dentro e fora do Brasil, que estão trabalhando para que a função da igreja seja cumprida.

É claro que, cada uma dessas missões, têm seu valor e relevância. Não estamos menosprezando tudo que foi feito até então, mas isso não pode substituir ou terceirizar nossa ação no Reino. Precisamos fazer uma releitura clara de nossa responsabilidade diante desta realidade.

 

Um novo tempo entre nós

       

E sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém, Judéia, Samaria e até os confins da terra” (At 1:08).

Não vamos deixar de trabalhar em unidade com a ação que já vem sendo feita, com as agências aos quais estamos ligados por vínculos de filiação (Junta de Missões Mundiais e Junta de Missões Nacionais). Estamos ligados também à Convenção Batista Brasileira, na qual cooperamos mensalmente para manutenção da obra missionária. Três vezes ao ano fazemos ofertas pontuais para missões MUNDIAS, ESTADUAIS E NACIONAIS. Apesar de não nos movermos por motivações denominacionais, temos claro o princípio da honra.

Vamos agora além dos moldes atuais, como família local.

Nossa Jerusalém é Blumenau. Judéia é o estado de Santa Catarina. Samaria seria então, nossa nação. E confins da terra, são outros povos. “Vão e façam discípulos de todas as nações.” (Mateus 28:19).

 

O segundo corpo de Cristo

 

        A igreja na terra, é o corpo de Cristo em ação nestes dias (Efésios 4:1-16).  Vamos continuar escrevendo o livro de Atos, no Grego “Práxis “, que era muitas vezes mencionada para traduzir realizações de grandes homens. Verdade que poderia se chamar “Atos do Espírito Santo”, pois foi através do cumprimento da promessa feita aos discípulos (Atos 2:1-13) que pessoas, de várias nacionalidades ouviram as grandezas do Reino.

Temos tudo como família local, para fluirmos nessa grande missão. Vamos incentivar-nos a viver mais do Reino (1 Coríntios 15:58).

Os missionários para alcançar a terra estão aqui entre nós, líderes que têm sido moldados no dia a dia. Vivenciando todo tipo de situação e crescendo em cada uma delas.

 

Os campos estão brancos (Jo 4: 34-38)

 

A vocação da igreja para cumprir essa colheita, contém promessas de recompensa e fruto que traz regozijo eterno.

Igreja estando cheia da presença dEle, e mergulhada no alicerce da Sua palavra, não tem limites para viver sobrenatural e milagres.

Assim, o corpo bem ajustado no cabeça, não cumpre sua missão pela metade, uma igreja missionária discipula, fazendo discípulos e ensinando (Mateus 28.19).

 

Roteiro de célula