Palavra e Roteiro de Célula // 25 de fevereiro

DESCUBRA A PEÇA QUE FALTA EM SUA VIDA!

(Marcos 10:17-22)

 

Você é alguém que sente estar faltando algo em sua vida, mesmo quando aparentemente tudo parece estar bem? É uma sensação estranha, como que um vazio na alma; então você diz: “eu tenho tudo para ser feliz, mas não me sinto realizado!”. O texto bíblico fala de um homem que correu ao encontro de Jesus e se ajoelhou diante dEle. Lucas diz que era um homem importante! (Lucas 18:18). O que será levou aquele homem a se expor publicamente daquela maneira? Como será estava a alma dele?

Sabemos que era um homem muito rico e, além disso, extremamente religioso, pois cumpria todos os mandamentos desde a sua adolescência (v.20), no entanto a pergunta foi: “Bom mestre, que farei para herdar a vida eterna?” (v.17). Esse homem representa aquelas pessoas que, mesmo se esforçando para serem boas pessoas, sentem que alguma coisa não está certa em suas vidas. Sentem-se vazias, inquietas, sem paz interior, cheias de dúvidas… Elas dizem:

“Eu acredito em Deus”. Mas a Bíblia diz: “Você crê que existe um só Deus? Muito bem! Até mesmo os demônios crêem – e tremem!” (Tiago 2:19)

“Eu ajudo as pessoas”. Mas a Bíblia diz: “Pois vocês são salvos pela graça… e isto não vem de vocês, é dom de Deus; não por obras, para que ninguém se glorie” (Efésios 2:8-9).

“Sou uma pessoa honesta” (“… Não furtarás, não darás falso testemunho, não enganarás ninguém…” – v.19).  Mas Jesus disse: “… Se a justiça de vocês não for muito superior à dos fariseus e mestres da lei, de modo nenhum entrarão no Reino dos céus” (Mateus 5:20).

“Tenho uma boa moral” (“… Não adulterarás…” – v.19). Mas Jesus disse: “… Qualquer que olhar para uma mulher para desejá-la, já cometeu adultério com ela no seu coração” (Mateus 5:28).

“Procuro honrar a Deus e às pessoas” (“… Honra teu pai e tua mãe” – v.19). Mas a Bíblia diz: “… Esse povo… me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim” (Isaías 29:13).

 

O problema está na raiz

Temos que concordar que aquele homem era excelente pessoa, e que poucos são como ele. Mesmo assim, ele não estava seguro da sua salvação. Por quê? Porque a vida eterna não vem de fora para dentro, mas de dentro para fora! É na raíz da nossa vida que precisamos mexer: o nosso coração.

Ao perceber a angústia na alma daquele homem Jesus Se compadeceu dele: “Jesus olhou para ele e o amou…” (v.21). Parece que Jesus não quis desanimá-lo jogando “um balde de água fria” sobre ele. Não lhe confrontou com uma postura condenatória, mas o fez com amor e aceitação. É assim mesmo que Ele age com todos nós: “… Pois não vim para julgar o mundo, mas para salvá-lo” (João 12:47). A verdade e o amor andam juntos. Amar é falar a verdade! Jesus sabia que o problema estava na essência da existência dele e que, portanto, o mal precisava ser arrancado pela raiz. Então, veio a resposta firme e contundente: “Falta-lhe uma coisa…” (v.21). O que estava faltando era o principal, era o tudo que reduzia a nada o tudo que aquele homem fazia! O coração dele estava preso, ainda que por fora tudo parecesse estar bem. Jesus continuou: “… Vá, venda tudo o que você possui e dê o dinheiro aos pobres, e você terá um tesouro no céu. Depois, venha e siga-me” (v.21). O problema dele não estava nas riquezas, mas no seu coração preso  a elas, razão pela qual se retirou triste (v.22). Mesmo Jesus tendo dito “… Você terá um tesouro no céu”, ele não ficou atraído. O homem  era movido pelas coisas externas e não pelas eternas. O sentido da nossa vida está na eternidade.

 

Jesus é o Caminho

Somos seres eternos, por isso tudo o que é passageiro não nos preenche. Largar as riquezas seria apenas o meio para aquele homem chegar ao fim: o relacionamento com Deus. E Jesus é o caminho para nos levar ao Pai (João 14:6). A chave está em decidir abrir mão, renunciar, tudo o que prende o nosso coração (ídolos do coração) a fim de fazer uma entrega exclusiva, radical e irrestrita a Jesus – “… Depois, venha e siga-me” (v.21). Fica claro que não é possível seguir Jesus e ao mesmo tempo os nossos interesses passageiros; e a decisão é nossa, à semelhança do que Jesus fez quando renunciou a Si mesmo para Se entregar por nós!

Fomos criados por Deus para funcionar em parceria, como duas engrenagens. A engrenagem “Homem” sem a de “Deus” não roda, porque é a dEle que dá o comando! O que está impedindo que você se reconecte com a “engrenagem” Deus? Ele é a peça que falta! O que você precisa renunciar, deixar para trás? Lembre-se: isso não é uma perda, mas sim um investimento para a vida eterna, um tesouro no céu. Seguir a Jesus é o projeto de vida mais fascinante que existe. Você vai se surpreender!

ROTEIRO DE CÉLULA